#nowplaying: 13 de dezembro é aniversário de quem?


Pois é. Eu sou bem fã da Taylor Swift.
E eu estou bem ciente de que é difícil fazer uma playlist de um artista cujas músicas não estão disponíveis no Spotify e cujos lives não estão disponíveis no Youtube. Vou trabalhar com o que tenho aqui, e faço observações no que não for single. Mas aqui estão 13 músicas de Taylor Swift para o dia 13 de dezembro.

1. Cold As You

Do Taylor Swift (2006)

A música mais bonita e triste do começo da carreira da Taylor, e talvez a composição mais interessante dessa época. Porém, totalmente ignorada: a única performance dela ao vivo foi em março de 2013 (!), na passagem da Red Tour por St. Louis.

2. I’m Only Me When I’m With You

Do Taylor Swift Deluxe (2007)

Porque é a melhor música de amizade que ela fez, junto com Long Live e New Romantics.

3. Fifteen

Do Fearless (2008)

Minha favorita quando o álbum vazou. Perdeu um pouco de espaço pra Tell Me Why mais tarde, mas está na vantagem aqui por ter sido single. E eu amo esse clipe. Acho que traduz muito bem a essência da música, além de ter a participação da Abigail.

4. The Other Side of the Door

Do Fearless Platinum Edition (2009)

Minha favorita da edição Platinum desde que saiu até hoje. É especialmente legal como as referências dela misturam basicamente todas as músicas lançadas até então.

5. Back to December

Do Speak Now (2010)

Eu posso ou não ter incluído esta música por ser dezembro. Fica por sua conta decidir se fiz isso. Porque o Hino De Desculpas A Taylor Lautner merece estar aqui mesmo sem levar esse fator em conta.

6. Haunted

Do Speak Now (2010)

Se tem o mesmo nome de clássico do Evanescence, NÃO pode ser menos que ótima. Aliás, é uma das coisas mais diferentes que a Taylor fez antes de passar completamente pro pop, com orquestra e tudo mais.

7. Drops of Jupiter

Do Speak Now World Tour Live (2011)

Sim, é um cover do Train. E não, eu não vejo nada de errado com isso. Foi o melhor cover entre os que foram parar no álbum ao vivo, e um dos melhores de todos. A música original já é bem bonita, mas a versão dela ficou mais legal.

8. Safe & Sound (feat. The Civil Wars)

Da trilha de The Hunger Games (2012)

A música que foi a realização de todos os meus sonhos na época. Estava saindo o primeiro filme da minha série literária preferida, e minha artista preferida estava na trilha com a melhor música de sua carreira até então.

9. All Too Well

Do Red (2012)

Já perdi a conta de quantas vezes eu já disse que esta é a masterpiece dela. Três anos se passaram, um outro álbum maravilhoso foi lançado, e isso continua sendo verdade. Eu sinceramente não sei o que você tá fazendo da vida se ainda não ouviu All Too Well. E não, não quero saber das decepcionantes versões no piano. A glória dessa música tá no violão.

10. Holy Ground

Do Red (2012)

Foi a música que mais cresceu em mim com o tempo. A melodia é muito interessante, o live também, e até hoje não entendo por que não foi ela que usaram no clipe com cenas da turnê. Red pode ser a faixa-título, mas não combinou nadinha.

11. Style

Do 1989 (2014)

O que dizer dessa música a não ser “obrigada, Harry Styles”?

12. Wildest Dreams

Do 1989 (2014)

Taylor dá uma de Lana del Rey e o resultado não poderia ser melhor.
Novamente, “obrigada, Harry Styles”.

13. Out of the Woods

Do 1989 (2014)

Fiquei na dúvida entre esta maravilha e New Romantics. Só uma delas tinha vídeos com mais de metade da música disponíveis. Ficou fácil decidir.
E, pela terceira vez neste post, “obrigada, Harry Styles”.

Anúncios

Obrigada por ler! Não quer deixar um comentário, não? :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s