#nowplaying: dia do gaúcho


Posso não ter nascido nem morar lá, mas aprendi a amar o Rio Grande do Sul da minha família como se fosse meu. Hoje, 20 de setembro, é o “dia do gaúcho”, comemoração em homenagem ao início da Revolução Farroupilha, então achei que devia uma homenagem por aqui também. ♥

Entre a música gaúcha, temos a chamada nativista, que exalta os aspectos mais tradicionais da vida do gaúcho e sempre foi representada lá em casa pelas coletâneas do Canto e Encanto Nativo. Meu tio mandava um novo volume da coletânea pro meu pai sempre que era lançado. Lembro de uma edição especial que vinha com todos os volumes lançados até o momento (sete), mais um livreto de letras, porque os CDs não vêm com letras. Era essa aqui e preciso dizer que as letras ajudaram bastante no castelhano, já que nunca fui a melhor em espanhol e suas variações.
Bom, é especialmente de alguns clássicos nativistas que eu vou falar, embora não tenha como deixar de fora outros gêneros, artistas que alcançam o país inteiro e temas mais gerais. Pega seu chimarrão e acompanha:

Querência Amada

Um clássico do Teixeirinha, Querência Amada é uma declaração de amor sem igual ao Rio Grande do Sul e não tinha como não ser a primeira música da lista. A versão da minha época é da dupla Oswaldir e Carlos Magrão e essa ao vivo é atual e muito bonita. Mas um passeio pelo Youtube pode dar inúmeras outras.

Um Pito

Mais uma versão regravada pela dupla Oswaldir e Carlos Magrão, porque sim. Não tenho certeza de quem é a original, mas acredito que do Wilson Paim, versão que não curto tanto quanto a deles. Inclusive, essa do show não é tão legal quanto a de estúdio, que não encontrei no Youtube. Por que Um Pito? Porque nenhum filho (especialmente de gaúcho) que foi embora de casa consegue não ter algo em comum com essa música. Meu pai não consegue ouvir sem ao menos quase chorar lembrando dos pais dele (“meu véio me disse quase as mesmas palavras”), e hoje eu também não consigo. A música inteira é como se fosse um pai falando com o filho antes de ele deixar “o rancho” no sul e realizar seu sonho de morar na “cidade grande”, muito provavelmente fora do estado. Ele pede pro filho aceitar o “pito” (conselho) dele de não esquecer da terra de onde vem, da família, das raízes, mas ir com coragem e não olhar pra trás, até pra não ver “seu velho” lutando as lágrimas. É de verdade uma das músicas mais bonitas que eu já ouvi.

Leonardo – Céu, Sol, Sul, Terra e Cor

Porque é mais uma clássica declaração de amor ao Rio Grande do Sul, Céu, Sol, Sul, Terra e Cor, “onde tudo o que se planta cresce e o que mais floresce é o amor”. O Leonardo é um dos maiores nomes da música nativista e não o irmão engraçado do Leandro.

Engenheiros do Hawaii – Herdeiro da Pampa Pobre

Herdeiro da Pampa Pobre é originalmente do Gaúcho da Fronteira, versão que você pode ver aqui, e que foi regravada pro Várias Variáveis do Engenheiros do Hawaii em seu próprio estilo. Ou seja, incrível.

Fresno – Porto Alegre

Porto Alegre poderia ser uma declaração de amor à capital maravilhosa do estado. Não é. É uma música sobre origens e nostalgia, como fica bem claro no clipe, onde os integrantes da banda revivem, em Porto Alegre, a história da Fresno e a sua própria.

Wilson Paim – Pedaços da Minha Infância

Na verdade não tenho certeza do porquê de essa ter sido a música de que eu mais gostava (depois de Querência Amada) do gênero quando era menor. Até porque tenho familiaridade com aproximadamente nada da infância retratada. Mas Pedaços da Minha Infância é uma música bonita, também nostálgica e era a primeira faixa de um Canto e Encanto Nativo especialmente bom, que tinha duas do Wilson Paim. Ficava feliz quando acordava e ouvia essa música tocando no escritório, porque significava que meus pais tinham acabado de começar a tomar chimarrão e poderia passar um bom tempo acompanhando antes de eles irem trabalhar.

Engenheiros do Hawaii – Somos Quem Podemos Ser

Mais Engenheiros do Hawaii? SIM, POR FAVOR! Somos Quem Podemos Ser não tem nada de exaltação do Rio Grande do Sul, mas a banda é boa e é gaúcha e essa música é boa e é famosa e eu achei que cabia. Até porque a outra música que coloquei da banda não era composição do Gessinger, e ele é muito talentoso nisso.

Esqueci de alguma coisa? Comenta e acrescenta! Feliz dia do gaúcho :)

Anúncios

Um comentário em “#nowplaying: dia do gaúcho

Obrigada por ler! Não quer deixar um comentário, não? :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s